segunda-feira, agosto 17, 2009

Uma espiral crescente de emoção

Este fim de semana foi o emocionante, exasperante e impróprio para cardíacos torneio de malha de FJZ! Whoooohoo!

12 arrepiantes horas de arremessos arrebatadores de arredondadas malhas que agora olhando para trás não sei como aguentei. Ainda que a minha vontade tivesse sido jogar, como membro da organização tal não me foi permitido. Fiquei como delegado apontando a pontuação das várias partidas. Para vós que agora pensais "que seca" deixem-me assegurar-vos que esteve bastante longe disso.

Ainda que nas primeiras horas da manhã o resultado das partidas estivesse a ser constante, ganhando e perdendo sempre os mesmo, à medida que as horas iam passando houve uma tendência para que os nível de destreza dos jogadores fosse ficando cada vez mais nivelado entre eles, com partidas mais longas e renhidas. Mas como explicar este volte-face? Bem, na verdade é simples. A culpa é da cerveja!!

Ainda que apenas os mais rijos entrassem logo pela manhã no petit déjeuner da cevada fermentada, as vergonhas foram-se perdendo ao longo do dia e chegada a hora do almoço todas as equipas já estavam balizadas pelos 2.0 de taxa, ideal para o arremesso da malha. Divertido para quem jogava a malha, não tão divertido para quem estava ao lado a tomar nota da pontuação, e com visibilidade reduzida enquanto se movimentava pelo campo.

Logo a seguir ao almoço os jogos tornaram-se épicas ébrias batalhas de malhas de ferro a voar pelo ar em suposta direcção a um meco que, mais vezes que não, falhava. Eu desviava-me num ímpeto de sobrevivência e prolongamento da espécie que subitamente me via vedada pela possibilidade de uma fractura craniana, rodeado de pessoas que não estavam em condições de me levar ao hospital ou telefonar a uma ambulância... tempos divertidos que nos fazem sentir realmente vivos!!

Quem diz que a cultura portuguesa é uma seca, obviamente nunca fez parte dela.

77 comentários:

grassa disse...

Que seca?
Jamais, man!
Isso é divertimento em estado sólido.

Desafio qualquer gajo a pôr isso em causa e, por exemplo, o estar numa esplanada a jogar às cartas e a mamar minis durante dias inteiros de férias.

A disse...

verdade! o que eu não dava agora por uma suecada.


ou uma espanho... vá, vou-me conter.

grassa disse...

Ou um Vítor Espadinha.

Nawita disse...

E marcar uma reunião para o primeiro dia de férias à 10h00 e ao meio-dia ainda não ter aparecido ninguém? Isso é que é português!!

grassa disse...

Desculpa, Nawita.

Vou sair já já daqui!

grassa disse...

15 minutos e tou aí.

Nawita disse...

claro, não há problema, eu também acabei de chegar!!

Gata das Botas disse...

Esta semana não ias escrever coisas sexys, A?

A disse...

gata, ambos sabemos que eu não sou capaz disso.

nawita, marcas uma reunião para o primeiro dia de férias? pior... tás ao computador no teu primeiro dia de férias? mas tu chamaste A, ou quê?

Nawita disse...

A,

o meu patrão é que marcou! já que aqui estou à espera do pessoal, vou trabalhando e blogando!!!

A disse...

como o mundo deveria ser:

Nawita disse...

A,

o meu patrão é que marcou! já que aqui estou à espera do pessoal, vou partindo esta merda toda para eles verem que as pessoas têm também direito a viver. ah, e blogando também!!!

Nawita disse...

A,

LOL

pois, partia tudo e depois ainda tinha que marcar com a equipa que viria aqui reparar as cenas! aí é que se acabavam as férias.

não é o fim do mundo, estou com a musica no máximo e tenho ar condicionado!

A disse...

mas eras feliz.

A disse...

antes que comeces a levar-me a sério: eu estou a brincar!!!

A disse...

...ou será que estarei?

A disse...

estou mesmo! :D

A disse...

será?

Nawita disse...

A,

a brincar ou não o que é certo é que fiquei triste :(
falhei a minha vida!

AD disse...

Eish, suecadas, pá. Há que tempos que não jogo à sueca. Nem à copa. Nem à copa sueca, que consiste em adivinhar a copa de modelos suecas.

Cris... disse...

Xinamen.
Eu ia aqui dizer que fiquei de modos que emocionada ao imaginar o fantástico dia passado entre malhas e cervejas e fornidos gajos nortenhos a suar e mandar-se coisas à tola.
Mas depois lembrei-me que em dias de ressaca nao me posso alterar muito...

Cris... disse...

AD,
Que gaita é uma suecada?
Vá...sou estrangeira e quero aprender tudo da vossa cultura, nobre povo.

A disse...

cris... eu não sei como é na espanha, mas em portugal a malha não é propriamente jogada pela juventude.

AD disse...

Cris,
Suecada é, vá lá, jogar à sueca. Que é isto e que foi do melhor que aprendi enquanto andei a estudar.

isa disse...

A, desculpa discordar, mas conheço muita gente jovem que malha.

Cris... disse...

A,
Em Espanha, se a saúde deixar, malha toda a gente.
Ah, pois nao!

Nawita disse...

Isa,

isso não será antes gente jovem a malhar?

Cris... disse...

AD,
Nos meus anos aureos como estudante, o melhor que aprendi é que fazer botellón é uma ideia revolucionária.
Incompativel com ir às aulas no dia seguinte, claro.
Mas mesmo assim, necessára à formaçao da alma e ao uso do fígado.

A disse...

eu escrevo outra vez "jogar a malhA".

isa disse...

Nawita, não vai dar ao mesmo?

isa disse...

Acho que vou pra Espanha ...

Nawita disse...

Isa,

li mal. pensei que tinhas dito que os jovens também jogam à malha.

Cris... disse...

malhA-zinho?

isa disse...

Então e não jogam?
;)

Cris... disse...

epá, eu fiquei agora com uma inensa vontade de malhar.
Foda-se,mas intensa mesmo.

isa disse...

Atão ... malha, mulher!

Ó A, qué que é preciso pra se brincar a isso?

Nawita disse...

Cris,

queres impregnar-te da cultura portuguesa, não é?

A disse...

estão com sorte, para a semana em FJZ temos a tradicional desfolhada, onde podem malhar todo o milho que vos aparecer à frente. até vos cair os braços.

A disse...

é milho-rei
milho vermelho
cravo de carne
bago de amor
filho de um rei
que sendo velho
volta a nascer
quando há calor.



esta música é tão porca, que nem vos consigo contar quanto...

Nawita disse...

A,

FJZ é uma terra altamente!

miudas, bora lá?

Gata das Botas disse...

Nawita,
não posso, este fim-de-semana vou para CDM. Malha por mim!

AD disse...

Cova Da Moura?

grassa disse...

FJZ, CDM... se fossem todas para o CRL mais à MRD dos acrónimos...

Gata das Botas disse...

AD,
já te disse que quando te fôr visitar aviso primeiro.

isa disse...

Nawita,
também não posso, que isso me parece muito cansativo...

É a PDI
E depois, também há as PDCs e
Olha!
PQP a isto tudo!

AD disse...

Gata,
Não me insultes que eu não tenho quinze anos. Eu sou old school: Casal Ventoso, garina.

AD disse...

Desculpa, não era garina que queria dizer, era chavala.

Nawita disse...

Grassa,

tens as coordenadas para o gps? parecem ser terras maravilhosas para lá mandar o meu patrão!

isa disse...

Eu moro ao lado do bairro da cruz vermelha!

Sou muito fashion!

grassa disse...

As coordenadas não sei, mas sei o que diria a tipa do Tom Tom: Depois de... duzentos... metros... ponha-se... nas putas.

Gata das Botas disse...

Não te amofines, bacano. Que eu também não tenho quinze anos. Nem dezasseis. E Casal Ventoso é para meninos: quem sobrevive ao Bairro do Ingote já tem cenas para contar aos netos. Ou para fazer uma tatuagem. Pá.

grassa disse...

Se precisarem que eu faça um beat enquanto vocês vão trocando galhardetes, digam.

Nawita disse...

elá! isto está a ficar perigoso! vou buscar o meu boné e os meus blings!

grassa disse...

E eis que chega mais uma das bitches.

AD disse...

Mas o Bairro do Lingote ou do Capote ou do Reboque ou lá o que é alguma vez teve fama internacional? É que o Casal teve. Não por mérito próprio mas porque a gamou.

Gata das Botas disse...

Eu não ligo nada a isso da fama. O que conta é o sentimento de pertença e nós sempre primámos pela discrição. Assim como assim, não vou agora mandar tirar a tatuagem.

Nawita disse...

Ser uma das bitches dá-me direito a uma pistola? Ou é para ficar ali de lado a abanar a cintura e a mastigar pastilha com ar de parva?

grassa disse...

Abanas o badunka dunk para a câmara e já vais com sorte.

Nawita disse...

Badunka dunk? então não era o befe?

ainda bem que não preciso de falar para ser bitch, tenho um vocabulário muito reduzido.

grassa disse...

Money maker também serve.

Nawita disse...

O quê? uso o meu marido como chocalho?

grassa disse...

Há outras formas de fazer dinheiro.

Nawita disse...

Epá ó Grassa, não venhas agora falar de coisas que começam por T.

Lá porque a conversa sobe de interesse não tem necessariamente que descer de nível!

grassa disse...

Desculpa.

Não falo mais de tricot.

Nawita disse...

Grassa,

obrigada! já estava a ligar para a farmácia a encomendar um calmante.

grassa disse...

Mas posso falar de traseiros.

Nawita disse...

como é que vais fazer isso sem te afastares do tema da conversa?

grassa disse...

Tudo gira à volta de traseiros.

A disse...

principalmente o da simara que tem o seu próprio campo gravítico.

grassa disse...

E se ela se peida temos segundo Big Bang.

Nawita disse...

A,

epá és sempre o mesmo! eu estava a comer uma maçã, agora vou ter que vomitar!

AD disse...

Eu gosto é de travesseiros de Sintra.

AD disse...

E do traseiro da Mónica Sintra.

Gata das Botas disse...

Quando a coisa se estava a encaminhar, pumba, lá vem a simara. Isto começa a ser recorrente.

grassa disse...

Ela tem muito peso nas nossas conversas.

A disse...

o newton resolveu manter-se virgem quando viu uma maça a cair para a ____ da simara.

Nawita disse...

A,
Seu grande morcão! Agora já não vou à feira comer maçãs caramelizadas!

grassa disse...

O Newton era um en_____ado do caraças, era o que era.