sábado, janeiro 21, 2006

“Jogos socio-realistas” ou “Filhos de uma Internet menor”*

Durante os ultimos anos as empresas têm desenvolvido jogos mais complexos e impressionantes. Cenários foto-realistas, preenchem cada nível, onde o nosso personagem pode lançar mísseis mágicos, empunhar uma espada com o triplo do seu tamanho e peso, uma entre muitas armas que carrega consigo, e ainda saltar mais de 3 metros. Tudo isto ajuda a tornar a experiência de jogo mais realista fazendo com que pareça que realmente façamos parte do jogo. Mas não é suficiente!

A Microsoft, revelou que, futuros jogos para a sua consola Xbox-360, poderão ser descarregados da Internet, mediante o pagamento do jogo por transferência on-line.
Mas não serão apenas disponibilizados os jogos, certas opções poderão ser desbloqueadas após pagamento, por exemplo, num jogo de corridas poderíamos começar logo com um Ferrari comprando on-line, em vez de o desbloquearmos, após termos ganho 30 voltas no jogo, com um Mini.

E assim entramos num campo totalmente diferente de realismo, o socio-realismo. Crianças que têm as melhores roupas e os brinquedos mais fixes, agora também terão os melhores carros e as melhores armas durante o jogo, enquanto uma criança pobre terá que trabalhar muito mais para conseguir o tal Ferrari e até lá tem que conduzir o Mini e ver o seu colega de jogo, rico, a gabar-se das coças monumentais que lhe dá no seu Ferrari encarnado.

Os jogos conseguirão, assim, transportar as barreiras socio-económicas, para o mundo das consolas, tornando a experiência mais realista, tanto para as crianças pobres como para as ricas.

Nada pára os fabricantes de jogos, na busca do jogo mais realista possível.

*Hoje, excepcionalmente, têm a hipotese de escolher o titulo do post entre os dois disponiveis.

2 comentários:

Adriana disse...

tou a ver q pra eu poder jogar ia ser de bicicleta, ou então mesmo a pé...

Josue disse...

Fogo... estou pasmado com maravilhoso post! 8-|

Hoje irei meditar sobre isso!