quinta-feira, janeiro 15, 2009

Diz-se que o Porto perdeu

Eu cá não vi nada!

13 comentários:

grassa disse...

Ispetacular.

Nota A.

A disse...

o porto normalmente não joga para a bola para se preparar para estas alturas em que a bola não se vê. perdeu nos pontos, mas foi uma pena não se conseguir ver como saíram os gajos do nacional, de certeza que ganhamos na canelada.

grassa disse...

Lembras-te de quando o Weah partiu o nariz ao Jorge Costa no corredor de acesso aos balneários?

Aaaaahhh... bons tempos.

Achei relevante mencionar isto.
Não sei porquê.

A disse...

sim, também me lembro de ele ter recebido o prémio de fair-play esse ano. foi nessa altura que o porto aprendeu que bater nos jogadores de outra equipa era considerado jogo amigável e tem vindo a fazê-lo desde então.

weah... nem parece um nome de verdade.

Patrícia Villar disse...

Espera, acho q me enganei no blog...futebol e romantismo por aqui?!?! Mas isso são coisas de pessoas...de pessoas.

A disse...

tu não estás é a ver além do óbvio... patrícia. tens de pensar fora da caixa.

o futebol e o romance são conceitos indissociáveis. uma pessoa não consegue conceber um sem o outro: se há romance, há futebol. se há futebol tem de haver romance. ontem houve futebol.

A disse...

e já agora, se não somos pessoas somos o que? talvez um produto da tua imaginação mirabolante?

Patrícia Villar disse...

Ena, ena "A", logo 2 respostas?! Até me sinto importante. Vá, continua...

A disse...

na realidade a segunda foi uma pergunta, patrícia. podes responder agora, ou podes responder mais tarde. eu espero, sou assim fixe!

beijinhos e obrigada

Patrícia Villar disse...

"obrigada"?!?! Muito esclarecedor...

Quanto às perguntas...deves pensar que eu ando a dar esmolas!

Anónimo disse...

a patrícia é parva!

A disse...

concordo contigo anónimo, mas não vale a pena levar as coisas nesse tom. vamos tentar compreende-la antes.

que se passa patrícia, porque essa agressividade?

Josue disse...

"e já agora, se não somos pessoas somos o que? talvez um produto da tua imaginação mirabolante?" - Concordo contigo "A". Voltámos ao solipsismo! Meus caros, sou fruto da vossa imaginação e vou tirar umas férias. Bem preciso... pfff...