quinta-feira, janeiro 22, 2009

Porra para isso

Casamento, na vida de qualquer homem chega sempre aquela altura em que o sogro nos obriga a casar. Aconteceu a um amigo meu e parece que eu fui convidado.

Eu gosto de casamentos, como, bebo... são bons tempos! Mas ontem disseram-me algo que me fez pensar se realmente estava a aproveitar ao máximo: "Então, "A", vê se aproveitas para orientar uma moça para ti. Sabes que um casamento é uma boa altura para facturares." Sei!? Eu não sabia de nada disso... e agora que sei não me consigo libertar da sensação de que não tenho andado a divertir-me o suficiente nos casamentos.

Para além de que isto é demasiada pressão. Provavelmente nem vou ter tempo de comer e beber, como era minha intenção, por estar a tentar viver segundo os padrões impostos pela sociedade. Vai ser uma festa triste.

19 comentários:

grassa disse...

Partilho 100% desta tua opinação.

Boa sorte no casamento.
Come e bebe com fartura.
Mas bebe mais do que comes.
Só para não arriscar.

A disse...

não posso só beber, sem comer a fartura?

Josue disse...

Man, realx! Ao sétimo Martini já tás a curtir. LOL Ainda estou para ver como vai ser este casamento. Pelo menos temos buéeeeee de malta conhecida por lá :D

A disse...

sim, isso é outro ponto que não me anima nada. eu não gosto da grande maioria das pessoas que eu conheço... tu incluído.

Josue disse...

E então? Vai haver álcool e comida. Tudo está bem! Vou pedir à noiva para te por na mesa das crianças com uns "biberões" de tinto. Só te juntas aos crescido quando atingires o ponto social. LOL

A disse...

oh, dizes isso só para me animar...

grassa disse...

"Só te juntas aos crescido quando atingires o ponto social."

Ou seja, quando tiveres a gravata na cabeça a fazer de fita do Rambo.

d disse...

E é bom que comeces a socializar cedo, antes de te sentares na mesa, porque cheira-me que vais parar a uma mesa cheio de gajos que só falam de merdas informáticas.

Josue disse...

Realmente parece-me que vamos lá ter o departamento em PESO! Faço já aqui a proposta. Faremos a informática um jogo de bebida. Sempre que alguém começar a falar de informática eu cronometro. Se passar dos 5 minutos tem de beber um fino, martini ou copo de vinho de penalti!

Já temos um cronometrador, só nos falta saber quem vai ficar abstémio para trazer o carro.

A disse...

de repente senti-me tão triste...

d disse...

Parece que o A se ofereceu para não beber, hihihi

Anónimo disse...

"Casamento", mais um instrumento de manipulação, pressão e escravatura da sociedade sobre o indivíduo.

Deveras indicativo o silêncio sentido nesta discussão da parte das tatuadas habitués femininas deste blog. Será que a temática lhes causa repulsa? Prurido nas tatuagens?

A disse...

anónimo, a tua sagacidade não cessa de me espantar, quase que me recordas de alguém... mas isso seria impossível.

Anónimo disse...

Caro anónimo:

Não me manifestei até agora porque só comento coisas que a mim me afectem directamente, como acontece quando o "a" diz alguma parvoíce com sentido. Neste caso, sinto-me indiferente. Então, a questão coloca-se: porque estou eu a comentar? Bem, é simples,em primeiro lugar porque a palavra casamento a mim é-me cara (sim, todos os anos gasto uma pipa de dinheiro com eles), logo acho que o "a" tem de aproveitar bem o investimento...em segundo porque não gosto de insinuações.Não me causa qualquer repulsa, mas também não me aquece o espírito. É uma etapa da vida de uma pessoa como outra qualquer. Obviamente que consoante as pessoas, ela assume maior ou menor importância. Espero ter respondido aos restantes bloggers.

beijinho semi-bom

serenna

A disse...

eheheheh

Anónimo disse...

Que riso é esse??? Engoliste um feijão, foi?

serenna

A disse...

nada, nada... escapou-se-me

Anónimo disse...

hmm, é nestas alturas é que deviamos ter um canal...assim podia confrontar-te com as tuas estupidezes...assim sendo, só acrescento comentáriosss.


serenna

A disse...

lol, sabes que isso até era possivel. talvez ainda hoje apareça aqui qualquer coisa no género.