sábado, outubro 14, 2006

NOP -SIGKILL

nop

12 comentários:

pt disse...

ahah muito bom ;)

Utopias disse...

Parabéns, está muito bem conseguido.
Continua com o Freehand ;)

gomas disse...

que cartoon tão nerd..:P

LOL

Anónimo disse...

falta o -1 e devias meter um # em vez de > já que todo o matrix é inspirado num sistema BSD-like.
#killall -9 -1
Shame on you... tsk,tsk,tsk...

A disse...

depois eu é que sou nerd...

realmente, devia-me ter informado junto de ti, ilustre anónimo

Anónimo disse...

Também podias ter feito:
#killall -9 `ps auxw|grep smith|cut -f2 -d " "`
Também tinha a sua piada... :-D

A disse...

opá, agora tás a inventar!

Anónimo disse...

Por acaso, o comando anterior não funciona porque ainda faltava fazer um translate aos espaços para o delimitador ser único.
Ainda por mais, que são vários smith e mesmo sendo em threads (que não são, são um fork() de processo), o sistema dá um pid por smith. Assim, a maneira mais correcta era mesmo:
#for SMITH in `ps auxw|grep smith|tr -s " "|cut -f2 -d" "`; do kill -9 $SMITH; done

Diana disse...

Hum... sexy :)

A disse...

isso foi demasiado divertido, anónimo!! quero entrar em contacto contigo! :)

Anónimo disse...

diana: Ficaste toda maluca, não foi? han, han? :-)

a: Nunca percebeste muito bem o conceito de "anonymous", pois não?

Mooncry disse...

Mas que raio, já nao se fala português por estas bandas?