quinta-feira, outubro 01, 2009

Creepy Quinta

O meu marido é bom para mim, leva-me a passear e dá-me tudo o que quero. Permite-me todos os vícios e todos os exageros, não me censura quando faço algo de errado, ou sou temperamental. Temos uma relação liberal, que me permite andar com quem quero e, em dias especiais, organizamos tudo de modo a que sejamos mais de 30 na mesma cama!


...vendo bem, os rituais satânicos e sacrifícios humanos são os únicos inconvenientes de se estar casada com o Diabo.

12 comentários:

PWFH disse...

De manhã chamáva-a:
-Anda cá minha cabra!
Apareciam as duas.

AD disse...

E depois chanfana.

AD disse...

(Já estou a utilizar aquilo que aprendi.)

tiagugrilu disse...

Vendo as coisas pelo lado prático, os cornos da cabra até dão jeito como apoio.

tiagugrilu disse...

Não moral, mas de estabilidade.

A disse...

é um bode, baby!

A disse...

muito orgulhoso de ti, AD!

ALM disse...

kéka mulher tem nus dentes?

Isa disse...

Lol!

grassa disse...

Nice bode.

Put a cream number five.

Nawita disse...

Ah ah ah ah ah!
À medida que ia lendo o texto pensei “mas que grande totó!”, sendo o Diabo o caso muda de figura!

Vani disse...

O diabo é uma cabrita fofita? Já não tenho medo do inferno.