segunda-feira, janeiro 02, 2012

E não é que é mesmo verdade!?


O karamelo contou-me que Os Maias previram o fim do mundo, mas eu não queria acreditar... cabrão do Eça.

11 comentários:

A disse...

nunca tinha reparado antes, porque sempre salto a parte da descrição do ramalhete.

Gata das Botas disse...

Estava na primeira página, A!

A disse...

mas é uma primeira página tão aborrecida... :Z

AD disse...

Também nunca reparei, mas eu sempre achei que Os Maias pecavam precisamente pela introdução algo fastidiosa. O livro só começa de facto a ganhar interessa a partir do momento em que o Hans Gruber entre em cena, principalmente quando o Carlos da Maia o defenestra gritando "Yipeekiyay, motherfucker". Ou "Yipeekiyay, Mr. Falcon", dependendo de onde o livro é publicado.

Jack Merridew disse...

Nunca li "os Maias". Só aqueles livrinhos com os resumos feitos para gajos de ciências que sonhavam ser engenheiros, inventar cenas para tornar o mundo melhor, ganhar montes de papel e ter gajas aos pontapés...

Também não li a página que postaste. Fazes um resumo?

Jack Merridew disse...

.

Isa disse...

.

o-karamelo disse...

És o maior, A. O maior.

("tens praí 5 parsecs", como diria o Fernando Rocha)

Depois de rever o filme do "Crime do Padre Amaro" na Sic, gostava que a Sic fizesse um "remake" semelhante aos Maias, com muito sexo, violência, sexo, crime, sexo, drogas, sexo, e o apocalipse. Ah e sexo

A disse...

AD, deves ter tirado uma nota a português tão boa como a minha!

Jack, é assim, o que interessa na história é o twist final: tudo se passou na cabeça de um gajo chamado Eça.

Isa, ؟

não, karamelo, tu é que és o maior!

grassa disse...

Meus, o fim do Mundo é uma cena tribal. Tipo as tatuagens do meu vizinho Cajó.

Ana disse...

Eu sabia! eheh aliás o meu BI tb acaba a validade nesse dia, deve querer dizer alguma coisa :P