quarta-feira, setembro 07, 2005

...qualquer um pode ser cientista

Segundo uma teoria recente, a origem da doença das vacas loucas não teve origem na ingestão de rações contendo restos de ovelhas infectadas, como era aceite até agora, mas sim, devido à ingestão de rações contendo restos humanos!! Esta nova teoria foi proposta por dois cientistas Britânicos, quando confrontados sobre o que sustentava a teoria eles responderam 'na nossa cabeça isto podia ter acontecido!'. Basicamente, nada suporta esta teoria, tirando o facto de as rações, durante os anos 60, serem importadas maioritariamente da Índia e Paquistão, cuja tradições culturais obrigam as pessoas serem cremadas depois de mortas (ou então quando são incrivelmente chatas) e depois atiradas ao rio Ganges. Como a madeira deve ser cara, e há muita gente pobre, muitas vezes os corpos são atirados ao rio, ainda com pedaços bem grandes... e que tem isto a ver com as rações? Eu explico, as rações são feitas com pedaços de animais mortos encontrados 'por ai', e muitas vezes esses pedaços são humanos. Mas, a doença raramente é encontrada nos humanos o que levaria à existência de uma possivel epidemia na Índia, o que não se verifica.

Pois bem tendo tudo isto em conta, acho que afinal não é muito difícil ser cientista, e como tal, eu também vou deixar aqui, em primeira mão, a nova (minha) teoria sobre a doença das vacas loucas :

As vacas loucas, são assim por terem consumido demasiadas drogas e terem vivido o louco verão do amor nos idos anos 60. O uso abusivo de drogas, e troca de seringas entre ovelhas, vacas e outros animais e quinta e secsso desprotegido, levou a uma disseminação da doença. Muitas vacas apenas pensavam que a ovelha 'tava a curtir a tripe', mas na realidade a tremeliqueira da suposta 'tripe' era resultado do estado avançado da doença...

ou então não :)

4 comentários:

Josue disse...

Mwhaahahahahahahahahahah!!!!!!! :D

Josue disse...

É verdade, andei muitos anos a ir a festas de trance em Águas de Moura, e é aí a fabrica da UCAL e as vacas pastam nos campos onde eram as festas. Sendo assim esta tese tá correcta! Há-de haver muito hashish, pastilhas e ácidos por lá espalhados!

A disse...

e isso de águas de moura, fica aonde? tenho uns dias livres e posso ir para lá pastar com as vacas :p

Josue disse...

Alentejo, mesmo abaixo de Setubal...