quinta-feira, janeiro 21, 2010

manifesto pró-xiripiti em minúsculas devido a dor abstracta da crise ciática

por A

gajo da internet e outras cenas


?força pim!

um mundo com apenas café é um mundo que não serve para viver! uma geração de aromatizantes de cimbalinos embicados por um travo mais forte é uma geração que não o precisa de o provar!

torrado, moído, preparado, aquecido, servido, tomado! uma bica sem xiripiti é um café que não o é! viva o xiripiti, viva o cimbalino, a bica e os 300 italianos! vivam os tascos, as tasquelas, as bodegas e as máquinas delas! Viva a minha casa, viva na sua, viva com xiripiti! ?viva pim!

se ser abstémio é 100% cool eu prefiro ser 1,2% rasca! se não beber xiripiti é progressista, prefiro ser atrasado!

morte à abstinência do xiripiti, à sexual, amoral, chavascal ou melhoral!

um povo que se abstém do xiripiti é um povo que não é o meu!

viva o xiripiti, viva o bagaço a aguardente e o macieira! viva o bagaço amarelo, viva a agua pé, o abafado e todo o xiripiti que não o é! o xiripiti é néctar, é éter é tudo! barra ?pim!

força ao xiripiti! força à malta! ?força pim!

33 comentários:

A disse...

retirado daqui: picotado

Gata das Botas disse...

Pá, vamos voltar à cena das Cenas vs Xiripiti?

A disse...

é uma guerra perdida e tu sabes disso.

Gata das Botas disse...

Sei de ouvir dizer, porque a bem da verdade nunca vi.

Vani disse...

Que raio é um Xiripiti?

Gata das Botas disse...

Xii, Vani, não vás por aí...

Vani disse...

Aguardente?...

Isa disse...

A reabrir feridas antigas, A?

A reacender a chama da guerreira que há em nós, A?

Outra vez, A?

MAS TU NÃO APENDES NUNCA VOGAL???

Vani disse...

Mau mau mau, ké ke se passa aqui??? Enquanto não me explicarem, fico aqui à espera, cantando a canção da BIO-Rad (som: village people):

Enzima, que fazes hoje?
Eu disse, enzima!
Mostra-me como te vais ligar,
Deixa-me misturar-te com uns "primers".
Enzima, está na altura de construir uma nova cadeia nucleotídica.
Eu disse, enzima!
Pois eu sei que és capaz.
Eu disse, enzima!
DNA, estas letras também soletram DAN!

Tudo aquilo que precisamos precisamos para começar,
É apenas de um pouco de GTCA! (bis)

Posso construir DNA!
Posso ser uma grande estrela!
És a chave do meu PCR, é disso que estou a falar!

Enzima, percorreste um longo caminho,
Mas no meu laboratório as necessidades aumentaram.
Eu disse, enzima!
Está na altura de andar depressa.
Temos de aumentar o sinal.
Enzima, acho que encontrei o que preciso,
de uma enzima que me dá uma velocidade muito maior!
Ela anda tão depressa quando constrói DNA!

Tudo aquilo de que precisamos para começar, é um pouco de GTCA! (bis)

Posso construir DNA!
Posso atingir as estrelas!
Posso fazer um PCR mais rápido!

Yeah!

Vani disse...

Claro que na língua original soa melhor. Azar.

Vani disse...

Então? Estou à espera. Querem que me ponha a cantar a canção do PCR?

Vani disse...

Alguém me explique isso do xipiritituti vs cenas. Já percebi que as gajas ganharam. Só não percebi o quê nem a quem. Ao Alma de Negreiro?

A disse...

as gajas não ganharam nada, pensam que ganharam, o mesmo se passou com a emancipação da mulher.

Vani disse...

Diz A Vogal. Repara, nem sequer és O Vogal. És A Vogal. Ou não me digas que nunca tinhas reparado nisso?...

Vani disse...

E no meio disto tudo ainda não me explicaram nada. Tou à espera. Tenho de passar para a canção do PCR?

Vani disse...

Tempo houve em que, para amplificar DNA, era preciso fazer crescer toneladas e toneladas de célulazinhas.
Mas um dia, apareceu um gajo, o Dr Kary Mullis, que disse " Também podem amplificar DNA in vitro, basta misturar o molde de DNA com um tampão, alguns primers, nucleótidos e polimerases."
Desnaturando, emparelhando e esticando, é incrível o que o aquecimento, congelamento e novo aquecimento podem fazer!

PCR, se necessitas de detectar mutações!
PCR, se precisas de recombinar!
PCR, se queres encontrar o papá!
PCR, se necessitas de resolver um crime! (bis)

Cientistas para um melhor PCR!

Vani disse...

Quem é o pim?

nÃO VOLTO A PERGUNTAR!

A disse...

é o meu amigo imaginário.

A disse...

http://grilus-falantis.blogspot.com/2009/06/vota-xiripiti.html

Vani disse...

A, esse link só explica o que eu já sabia: que há uma contenda antiga sobre Xipiricoiso e cenas, que mete a alma de negreiros pelo meio. Mas não constrói o puzzle. Onde é que isso começou, c-o-n-c-r-e-t-a-m-e-n-t-e ?

A disse...

começou com cenas

A disse...

...e acabou com xiripiti.

Gata das Botas disse...

Vani,
não é possível pôr-te a par assim, de repente. Seria quase como resumir o Guerra e Paz num parágrafo...

Nawita disse...

ah ah ah ah ah ah ah

Nawita disse...

Vani,
Não tires essa ilusão ao A que é tudo o que ele tem.

Quanto à contenda Cenas-Xiripiti, o melhor é nos reunirmos mais uma garrafa de melosa para te explicarmos isso.

AD disse...

O Guerra e Paz acho que se resume bastante bem com o título.

A disse...

faz parte da escola russa, o mesmo acontece com o crime e castigo.

Vani disse...

Pá, mandem-me o resto dos links!!

Um: as Cenas são as gajas?

Dois: o xipicoiso são os gajos?

Vani disse...

Nãooo é justooooo, eu tb quero dar porrada ao A!!! Tenho muitos conhecidos bem colocados!!! Tanto que acabei de por um deles em movimento para me sacar o dono de uma matricula que me quis atropelar na passadeira.

Nawita disse...

Vani,

Não faças perguntas difíceis. Ninguém sabe como responder.

E tu estás bem? o que é que vais fazer ao condutor Vani? Posso ir?

Vani disse...

Ou seja, ninguém sabe como começou, só sabem que têm de dar porrada ao gajo?

Eu estou bem, foi irritação passageira que depois foi colocada no seu lugar (lixo, e nem sequer no lixo reciclável, mas no lixo que vai para compostagem).

O condutor, depende se o apanhar. Não tenho a certeza quanto às letras da matricula, mas reconhecerei a tromba dele e do carro.

Vani disse...

Claro que podes vir!!! Podem vir todos!! Vou convidar a ASAE, também!

tiagugrilu disse...

...O que tu foste fazer!