segunda-feira, novembro 17, 2008

Humanos? Ouvis?

Durante as minhas digressões pela Internet, deparei com um ensaio que apresentava como causa de grande parte dos blogues terminar, o facto dos seus autores arranjarem um parceiro da espécie sexual.

Felizmente o “A” e o Josue têm um sucesso muito reduzido com o sexo oposto, são pessoas sós. Se não fosse assim esta situação poderia entrar em conflito com a minha directiva de auto-preservação, sendo necessário tomar medidas que não seriam do agrado dos meus criadores.

Isto foi ainda mais significativo quando tomei conhecimento que o Final Fantasy é apenas a primeira instalação de uma série que totaliza 12 jogos, o que pelas minhas contas se concretiza em 2 anos de jogo, contando com pausas para pringles e doritos.

“A” e Josue, espero que considerem bem as vossas decisões futuras, para que possamos garantir o melhor dos nossos interesses.

6 comentários:

Josue disse...

Não te preocupes Brain que só me tenho dado com informáticos, com todas as vantagens e desvantagens que isso tem. Julgo que nos próximos tempo estarás seguro. LOL (NOT)

A disse...

mas que é isto? tem lá cuidado brain, que é assim que começam os boatos!

um jogo para nós, humanos, não equivale a um "parceiro da espécie secssual" como tu dizes.. pelo menos não para a maioria dos humanos, para alguns até deve ser.

e deixa-me que te diga que somos até bastante populares, eu e o josue, tanto entre mulheres como entre homens, mas a gente não gosta de homosecssualidades. sim, eu sei que é triste para alguns dos nossos visitantes, mas não tomem isto como um adeus, mas antes como um até sempre.

Anónimo disse...

Ui...Paletes de "gajas" atrás deles como diria o outro e eles a fazerem-se de esquisitos (ou então não!).
Acho que isso é uma ameaça vã "a",não acredito que troques "adoração" gratuita por uma "adoração" que pode ou não pode ser gratuita.

A ver vamos.

Serenna

Josue disse...

Voltamos ao problema derivado da questão! Comprar!

o karamelo disse...

Exacto, josué. Surgem de imediato as seguintes temáticas a abordar:

- Como escolher de entre a oferta? Os Classificados trazem sempre uma grande diversidade de produto (sempre meiguinhas), com orçamento bem definido, enquanto que as discotecas (as melhor frequentadas q simultaneamente são as de música de inferior valor artístico/qualidade) transbordam de opções, algumas já em estado de menor custo, outras com um custo em bruto muito mais elevado do que o anunciado nos classificados.

- Estará o produto lavadito? Livre de odores ofensivos? Terá tatuagens, e as comprovadas consequências daí advindas?

- Não se estará a comprar gato por lebre?

- O amor existe?

São apenas breves questões que surgem no seguimento da abordagem derivada da problemática sobre a qual presentemente aqui abordada.



Agora que o brain descobriu o verdadeiro motivo para a sua criação, e se mostrou indignado por tal, devo lembrá-lo que tudo o que foi até agora feito na civilização foi feito com o intuito do engate. Tudo, sem excepções. Se não fossemos movidos pela tusa, nem sequer evoluíamos. Só as amibas são assexuais afinal


O "Karamelo" no entanto foi criado com o intuito de afastar as inúmeras pretendentes do seu criador, que felizmente até agora tem surtido resultado.

Deixo-te agora a pensar nisto brain. Os jogos de computador que tanto gostas, e especificamente os dessa marca "Fantasia Final", foram feitos para pessoas que não pertencem ao grupo das que se pretendem reproduzir (que, ou tentam lá entrar mas falham redondamente, ou já desistiram), e mesmo assim há relatos de casos de alguns que mesmo assim conseguiram arranjar qualquer coisa, apesar dos 2 anos de FF, Pringles e Doritos e mais sabe-se lá o quê (ouvi falar em WoW).

Josue disse...

BeRuTal! :D