terça-feira, agosto 30, 2005

Semáforos

Acabei de vir de 'laurear a pevide' e desde o Porto a minha casa, apanhei todos os vermelhos que podiam existir e alguns que, afinal fui eu que me enganei e o sinal vermelho era o de virar para a direita, mas qd me apercebi disso já o outro tinha ficado vermelho. Todo o santo semáforo era a mesma coisa, podia ver ao longe um verde resplancedente, e eu, guloso, acelerava para chegar ainda a tempo. Mas quando chegava perto passava a um amarelo desmotivante, ao qual se seguia um vermelho diabólico...

Presumo que exista um explicação algo lógica para isto, mas se alguém a souber, por favor não a partilhe, prefiro pensar que é Deus que me odeia!


P.S: Não percam dinheiro (felizmente foram só €3) a ver o último filme do Tim Burton, "Charlie e a Fábrica de Chocolate"... se quiserem mesmo ver, arranjem-no de outras formas

3 comentários:

A disse...

realmente o dia está-me a correr bem... e o raio do telemovel que nunca mais toca

Diana disse...

às vezes era bom q n tocasse :S

A disse...

às vezes era bom que eu soubesse quando estar calado, mas descaio-me sempre...